A fasam investe em você

Notícias

O empreendedorismo necessário

  • Autor: Jordana Oficina
  • 12/04/2017
  • 05:56

Compartilhar!

shutterstock_281844725

Consultório também é empresa?

Se você é um profissional de saúde que planeja montar ou administrar seu consultório, não pode deixar de ler esse artigo com 20 dicas para empreender com sucesso

Quem acompanha meus artigos, sabe que uma das bandeiras que defendo é a que todo profissional de saúde deveria entender que o consultório é uma empresa (não tenho nenhum resquício de dúvida sobre isso) e, portanto, deve ser encarado e dirigido como tal, mesmo que não tenha CNPJ, ou seja, que não esteja oficialmente registrado como empresa.

O profissional de saúde entra na faculdade alimentando os mais variados sonhos sobre o exercício de sua atividade, alguns nobres e verdadeiros, mas com outros de pura ilusão. De um modo geral, estes sonhos se traduzem em grandes realizações, conseguir o reconhecimento da comunidade científica e leiga, ou obter bons resultados financeiros.

Infelizmente, muitos destes frustram-se ao enxergar o que acontece de fato com o exercício da profissão e o mercado de trabalho. Por que isso ocorre? São vários os motivos, mas sem dúvida alguma, o principal deles é a falta de entendimento que têm sobre esta realidade: montar um consultório é empreender um negócio.

Empreender é acreditar no potencial de bons resultados de um determinado negócio. É ousar e arriscar investir em alguma atividade na qual se enxerga possibilidades de sucesso. Uma das características próprias do setor saúde é que médicos, dentistas, psicólogos e outros profissionais da área são naturalmente empreendedores, pois já se formam com a idéia de montar um consultório. Entretanto, poucos se dão conta disso e conseguem lidar bem com a questão. Os demais, reclamam do “sistema” e sempre encontram algo ou alguém para chamar de vilão. Não vêem que há problemas com a sua própria atitude (ou falta dela) mas acham que o mundo é que está contra eles!! Coitados…

20 dicas para empreender com sucesso na gestão de clínicas médico-odontológias:

Um profissional bem sucedido é aquele que sabe empreender. Então, quero apresentar algumas características e comportamentos necessários a um bom empreendedor:

1. Busque oportunidades em seu segmento de atuação. Procure perceber o que ainda não há ninguém fazendo e onde possa ser pioneiro;

2. Seja criativo. Isso pode ser quanto a alguma técnica, abordagem, instalações, atendimento ao cliente, equipamentos, etc. Inove, faça diferente e melhor (sob o ponto de vista de seus clientes e não necessariamente o seu);

3. Persevere. Não desista nas primeiras barreiras e saiba que um empreendimento pode levar alguns anos para se solidificar. Um consultório normalmente leva 2 a 3 anos para estar financeiramente equilibrado. Mas cuidado, não transforme a perseverança em teimosia.

4. Esteja pronto para correr alguns riscos, pois isto faz parte da arte de empreender. Somente quem arrisca pode ganhar alguma coisa a mais. Quem investe em caderneta de poupança praticamente não corre riscos, mas jamais terá, a longo prazo, ganhos comparáveis a quem investe em ações e outras opções mais arriscadas. Os riscos fazem parte de qualquer atividade, e é preciso aprender a administrá-los. Quem não está disposto a correr riscos não pode ser empreendedor. Se não pode ser empreendedor, vá trabalhar para um;

5. Seja obstinado e exigente quanto à qualidade técnica de seus serviços (resolutividade clínica) e quanto à eficiência administrativa de sua empresa (consultório);

6. Envolva-se. Comprometa-se com seus sonhos e projeto;

7. Busque toda a informação possível sobre seu mercado de atuação. A informação é um dos mais importantes patrimônios que você pode ter;

8. Estabeleça metas, limites e objetivos para seu empreendimento. Faça-os conhecidos à sua equipe;

9.Planeje sempre e monitore sistematicamente sua empresa ou negócio;

10. Faça uma ampla rede de relacionamentos, alianças e parcerias estratégicas. Ninguém vai a lugar nenhum sozinho;

11. Através de sua experiência e informações, desenvolva uma atuação de forma independente e confiante (imparcial e equilibrada);

12. Saiba se comunicar muito bem. Desenvolva suas habilidades de comunicação, persuasão e liderança, pois são características essenciais a um empreendedor bem sucedido. Liderar é saber conduzir os esforços das pessoas sob sua coordenação em direção a um objetivo, mantendo a motivação de sua equipe;

13. Seja organizado. É preciso saber integrar os melhores recursos de forma harmoniosa. É preciso utilizar bem o tempo e todas as ferramentas que estiverem a seu dispor;

14. Tenha atitude de vencedor. Seja positivo, bem humorado, otimista e entusiasmado. Acredite em seu potencial e em seu projeto. Se você não acreditar, como irá convencer as pessoas a segui-lo e ajudá-lo a conquistar seus sonhos?

15. Você irá errar. Esteja preparado para assumir seus erros e dar a volta por cima, sempre aprendendo com o que fracassou.

16. esteja disposto a crescer. Por incrível que pareça, muitos não prosperam porque têm medo de serem grandes. O que vão fazer com o sucesso? Se inconscientemente você não quiser crescer e alimentar medos a este respeito, você vai sempre permanecer pequeno.

17. Trabalhe em equipe. Quando tiver sucesso divida os louros com todos os que o ajudaram no processo, do mais simples ao mais graduado. Se tiver insucessos ocasionais, assuma os erros como seus;

18. Cerque-se de pessoas tão boas ou melhores que você. Isso o ajudará a crescer cada vez mais;

19. Lute por seus sonhos e por aquilo em que acredita. Contagie a todos com esta visão de futuro, compartilhando-a;

20. Divirta-se com o que faz. Curta o seu trabalho e empreendimento. Ame seus pacientes.

Até a próxima.

Plínio A. R. Tomaz – Coord. do MBA em Gestão de Clínicas Médico-Odontológicas da Fasam

 

Newsletter

Facebook