A fasam investe em você

Notícias

“Educação supera qualquer obstáculo”

  • Autor: Aline Rosa de Sá
  • 28/03/2019
  • 11:39

Compartilhar!

_MG_9663

Ex-diarista conclui curso de Direito na Fasam e agora sonha com cargo de delegada de polícia

Edina Carvalho de Sousa, de 37 anos, caprichou no visual para sua noite de gala. A maquiagem estava impecável. A beca, com a faixa e o manto vermelhos, parecia que tinha sido especialmente confeccionada pra ela. Os sapatos, novos, compunham com perfeição o traje acadêmico. Mas o destaque maior da graduanda em Direito pela Fasam – Faculdade Sul-Americana era o sorriso. Edina esbanjava felicidade no Atlanta Music Hall, tradicional casa de eventos em Goiânia, que recebeu a solenidade de colação de grau de sete cursos da Fasam na noite desta terça-feira (26).

Foi mais uma vitória na vida da ex-diarista que, poucos anos atrás, foi abandonada pelo namorado quando engravidou. Para piorar a situação, sentiu na pele, por parte da família dele, o preconceito por ser negra, pobre e sem estudos. “Esse diploma aqui prova que a educação supera qualquer obstáculo. Sempre soube que podia mais, que podia vencer. E a prova está aqui hoje”, comemorou. O próximo obstáculo, segundo Edina, é ser aprovada em um concurso para delegada de polícia. “Meu filho já me chama de delegada”.

A história de Edina não é única. Por motivos diversos, dezenas de jovens e adultos tiveram de se superar para conseguir o tão sonhado diploma de curso superior. E essas histórias se cruzaram na noite desta terça-feira, quando 228 estudantes da Fasam colaram grau. Diego Alves Ifran, de 33 anos, formou-se em Sistemas de Informação. Até dois anos atrás, trabalhava como office boy em um escritório de Goiânia.

Um amigo o incentivou a voltar a estudar e entrar na Fasam. Disse que o curso abriria muitas oportunidades de trabalho. E ele estava certo. Até mesmo as barreiras financeiras foram superadas de imediato. Por ser deficiente e já trabalhar como voluntário junto à Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), conseguiu uma bolsa integral. No penúltimo ano do curso, foi chamado para trabalhar com um professor da Fasam em uma empresa de Tecnologia da Informação. “Minha vida, hoje, é outra. Vejo um futuro promissor. Tanto que não vou parar de estudar. Já estou de olho em uma pós-graduação.”

Quem também estava com um sorriso de orelha a orelha era Raifran Cardoso Morais, de 22 anos. A felicidade parecia não caber dentro de seu peito. A graduação em Jornalismo pela Fasam foi mais um sonho realizado. Aliás, sonho não apenas dele, mas também de toda a família – é o primeiro a concluir um curso superior. Agora, quer se tornar um profissional reconhecido no rádio ou na TV. “Quero seguir carreira em meios de comunicação. Não me vejo fazendo outra coisa. É um sonho que ainda vou realizar”. Raifran, inclusive, já trabalha como rádio-escuta no Grupo Jaime Câmara – ele faz checagens para o jornal O Popular, rádio CBN Goiânia e TV Anhanguera.

Transferência

Além de histórias de superação, paixão e sonhos realizados, a noite de gala no Atlanta Music Hall também teve espaço para casos de persistência. Natália Ribeiro Fernandes, de 27 anos, deixou Minas Gerais para morar em Goiânia, em 2013. Ela cursava Relações Públicas em Uberlândia e fez a prova de transferência para a Universidade Federal de Goiás (UFG). Após ingressar na UFG, Natália entendeu que queria algo mais próximo do mercado e que ela pudesse estagiar. Soube, por meio de um amigo, que a Fasam tinha uma graduação que alia teoria e prática. E não teve dúvida: fez uma nova transferência. “Eu queria trabalhar logo na minha área, estagiar. A UFG não ia me proporcionar isso. Na Fasam, consegui estagiar logo bem cedo e, ao final do estágio, fui contratada.”

Depoimentos

Wellington José de Sousa, 52 anos, policial militar, graduando em Direito

“Direito te dá amparo para ajudar as pessoas de forma legal. O curso exige muito, até mesmo o tempo integral. Mas consegui conciliar casa, trabalho e faculdade ao longo destes cinco anos. Quando a gente gosta, o tempo aparece”

Hellida Karla Freitas de Oliveira, 25 anos, graduanda em Pedagogia

“Fiz Pedagogia pra montar um berçário. Durante o curso, apreendi sobre empreendedorismo. Cuidar de crianças é um grande negócio. Dá muito trabalho, dá! Mas todo negócio dá trabalho. Até final do ano já vamos começar a funcionar”

Isadora Soares de Paula, 21 anos, graduanda em Publicidade e Propaganda

“Comecei o curso de Letras na UFG, mas não tive muito apoio para continuar. Então procurei um curso que tivesse mais pegada. Escolhi Publicidade e Propaganda na Fasam. Já trabalho há quase dois anos na área. Fiz estágios, mas já tenho emprego fixo e faço até freelas”

Thais Priscila dos Santos Carneiro, 30 anos, Publicidade e Propaganda

“Enquanto fazia o TCC, pesquisei sobre aplicativos que geravam alternativas de cuidados e promoção da saúde. Descobri que podia ser dona do meu próprio negócio. Pedi demissão do emprego e já estou caminhando com minhas próprias pernas. As matérias empreendedorismo, marketing e planejamento estratégico foram fundamentais para que eu empreendesse”

Gabriel Lisboa de Mello, 22 anos, Jornalismo

“Sempre fui apaixonado pela língua portuguesa. O diploma de graduação foi meu primeiro passo para a vida acadêmica. Agora, vou atrás de um mestrado para poder realizar o sonho de dar aulas. Quem sabe, mais para frente, eu não volto para a Fasam? Ser professor aqui seria excelente!”

Whagar Maia, 26 anos, graduando em Administração

“Fiz administração para ser empresário. Esse é o meu sonho. Aprendi, na faculdade, as técnicas para gerir minha própria empresa. Já estou fazendo um plano de negócios no ramo de confecção (varejo). Dentro de 18 meses vou tirar o projeto do papel”

ENTREVISTADOS

 

 

Newsletter

Facebook

× Como posso te ajudar? Powered by QuadLayers